Kaldor

9 Posts Back Home

A Restrição Externa e a “Lei de Thirlwall” com Endividamento Externo

Este trabalho procura apresentar um esquema analítico simples para avaliar criticamente o modelo de crescimento na abordagem Kaldor-Thirlwall. Inicialmente argumentamos que a ideia de que o nível (e a taxa de crescimento) do produto que equilibra a balança de pagamentos seja um determinante direto e seja idêntico ao nível (e a taxa de crescimento) do produto efetivo a longo prazo depende de hipóteses arbitrárias, especialmente no caso em que existem fluxos de capitais.

As Interações Micro e Macroeconômicas em um Modelo Kaldoriano-Evolucionário de Simulação do Crescimento Econômico e da Competitividade Internacional

A construção de modelos macroeconômicos está apoiada no pressuposto da existência de um padrão único de comportamento dos agentes econômicos que delineiam cada agregado macroeconômico. O modelo apresentado neste artigo não foge a regra. No entanto, a adoção desse pressuposto não é aplicada a todas as equações do modelo. O princípio evolucionário da diversidade dos padrões de mudança tecnológica e de concorrência no âmbito da indústria é introduzido neste modelo, o que implica a adoção de um conjunto de distintas equações de competitividade, cada uma delas referente a um grupo setorial específico.

O Papel da Teoria da Distribuição nos Modelos de Crescimento com Pleno Emprego de Kaldor: Uma avaliação crítica

O artigo analisa criticamente a teoria da distribuição de Kaldor no contexto de seus modelos de crescimento econômico com pleno emprego da segunda metade da década de 1950. Os principais resultados dessa análise são os seguintes. Primeiro, a contribuição da teoria da distribuição de Cambridge para os modelos em questão está restrita ao provimento de um mecanismo de ajustamento entre oferta e demanda agregadas, numa condição de pleno emprego da força de trabalho.

Estabilidade e Pleno Emprego: As origens do esquema de Kaldor para a análise da flutuação e do crescimento econômicos

The origins of Kaldor’s framework for economic fluctuation and growth analysis. Nicholas Kaldor is known as an author who often changed his mind throughout his career. This is the case of his analyses of the process of economic growth, in which he proposed various models lead- ing to quite different and, occasionally, conflicting conclusions. Specifically, Kaldor changed his position concerning the stability of the full employment situation.

Análise das Interações entre Inovações Tecnológicas, Competitividade Industrial e Crescimento Econômico: Uma abordagem kaldoriana-evolucionária

Mudança tecnológica e competitividade industrial são dois conceitos fundamentais que integram os modelos evolucionários e kaldorianos de crescimento para economias abertas1. Em ambos os modelos são incorporados os efeitos interativos ou a causação circular entre crescimento industrial, inovações tecnológicas e competitividade das exportações. O princípio da demanda efetiva é outro elemento comum entre os dois modelos. Ambos compartilham a afinidade com as abordagens das vantagens construídas ou das capacitações. Enquanto alguns aspectos fundamentais da mudança tecnológica e da competitividade industrial compõem o objeto de análise da abordagem evolucionária, o tratamento mais consistente dos aspectos macroeconômicos das economias abertas é um dos méritos da abordagem kaldoriana.

O Modelo Kaldoriano de Crescimento Liderado Pelas Exportações

Nicholas Kaldor foi um dos mais destacados economistas do século XX. Seus trabalhos tratam de vários temas relacionados com teoria econômica, economia aplicada e a análise e proposição de políticas econômicas. Em todas estas áreas suas idéias exerceram considerável influência e geraram acalorados debates. Todavia, segundo o próprio autor (Kaldor, 1989a[1986], p. 34; tradução nossa), “[…] ao longo de minha vida acadêmica [a] teoria econômica permaneceu meu principal interesse”. Como teórico, a mais importante contribuição de Kaldor foi sua análise do processo de crescimento econômico. Suas primeiras idéias sobre o assunto datam do final da década de 1930. Mas é a partir da década de 1950 que a análise do processo de crescimento econômico passou a ser o centro da reflexão teórica do autor. E assim foi até sua morte em 1986.

Uma Análise Crítica do Modelo Kaldoriano de Crescimento Liderado Pelas Exportações

Nicholas Kaldor foi um dos mais destacados economistas do século XX. Seus trabalhos tratam de vários temas relacionados com teoria econômica, economia aplicada e a análise e proposição de políticas econômicas[1]. Em todas estas áreas suas idéias exerceram considerável influência e geraram acalorados debates. Todavia, segundo o próprio autor (Kaldor, 1989a[1986], p. 34; tradução nossa), “[…] ao longo de minha vida acadêmica [a] teoria econômica permaneceu meu principal interesse”. Como teórico, a mais importante contribuição de Kaldor foi sua análise do processo de crescimento econômico. Suas primeiras idéias sobre o assunto datam do final da década de 1930. Mas é a partir da década de 1950 que a análise do processo de crescimento econômico passou a ser o centro da reflexão teórica do autor. E assim foi até sua morte em 1986.

Navigate