Iugoslávia

1 Posts Back Home

As Relações da Iugoslávia com a União Soviética e os Estados Unidos entre 1946 e 1961

O presente artigo pretende mostrar como a Iugoslávia de Josef Broz “Tito” adotou uma posição original no contexto da Guerra Fria após sua expulsão do bloco soviético, em 1948, sabendo aproveitar-se da rivalidade entre Leste e Oeste a seu favor. Por outro lado, a influência sobre a Iugoslávia foi alvo de disputas veladas entre as duas grandes potências da época, Rússia e Estados Unidos, devido à posição estratégica do país balcânico e à influência que seu destino teria em outros países do bloco socialista. Mas, com a morte de Stalin e a ascensão ao poder de Nikita Kruschev, em 1953, a URSS reviu sua relação com Belgrado.

Preocupados com a influência americana no país, os soviéticos normalizaram a relação com o governo iugoslavo, em 1955. No entanto, nenhuma das duas grandes potências foi capaz de gerar o alinhamento ideológico de Tito, que acabou se transformando num dos principais atores do Movimento dos Não-Alinhados.

Navigate