Celso Furtado

6 Posts Back Home

Revisitando o Debate Nurkse-Furtado na Década de 1950

A Teoria do Desenvolvimento apresenta um conjunto de elementos analíticos que são centrais e comuns a grande parte dos seus autores. Entretanto, apesar de características que conformam este campo do conhecimento econômico há pontos sobre os quais um menor consenso se observa; este é o pano de fundo da releitura crítica do debate Nurkse-Furtado da década de 1950.

O Debate do Desenvolvimento na Tradição Heterodoxa Brasileira

O presente trabalho tem como objetivo resgatar o debate sobre desenvol- vimento econômico dentro da tradição heterodoxa brasileira. São examinadas as teorias originais da acumulação cepalina e a forma como essas teorias foram depois utilizadas por Furtado para avançar suas hipóteses de estagnação e mais especificamente sua teoria do subdesenvolvimento.

O Debate do Desenvolvimento na Tradição Heterodoxa Brasileira

O presente trabalho tem como objetivo resgatar o debate sobre desenvolvimento econômico dentro da tradição heterodoxa brasileira. São examinadas as teorias originais da acumulação cepalina e a forma como essas teorias foram depois utilizadas por Furtado para avançar suas hipóteses de estagnação e mais especificamente sua teoria do subdesenvolvimento.

Celso Furtado na Venezuela

Celso Furtado desenvolveu uma sugestiva interpretação do subdesenvolvimento em condições de abundância de divisas ao longo de suas análises sobre a economia venezuelana. Este artigo investiga os mecanismos identificados pelo autor sobre o crescimento econômico com câmbio real valorizado, a “peculiaridade” da Venezuela, e também analisa em que medida os ciclos de endividamento, a volatilidade dos preços do petróleo e da taxa de câmbio e as opções de política econômica das últimas décadas alteraram o padrão econômico que Celso Furtado descreveu.

Navigate