A Lei de Say na evolução do pensamento econômico: um trajeto teórico degenerado

Quando se ouve falar em Lei de Say, uma ou duas ideias aparentemente inequívocas costumam vir à mente. Alguma variação de “toda oferta gera sua própria demanda” ou “para qualquer nível de produto, sempre haverá igual nível de demanda”.

Entretanto, uma investigação mais cuidadosa revela uma série de ambiguidades sobre os mecanismos pelos quais esta suposta garantia de demanda para todo e qualquer nível de oferta pode ser alcançada. O objetivo deste artigo é evidenciar, por meio da evolução das escolas de pensamento econômico que se utilizam da Lei de Say (ou de alguma variação dela), uma parte dessas ambiguidades, mostrando, com
isso, que sua concepção está longe de ser única e inequívoca.

Leia Online

Download

Clique aqui para fazer o download

Comentários estão desabilitados.

Navigate