Vivian Garrido Moreira

6 Posts Back Home

Alguns pontos fundamentais da contribuição teórica de Piero Sraffa

As contribuições de Sraffa para teoria do valor (preços relativos) e distribuição têm dois aspectos, um construtivo e um crítico. O construtivo é propor a retomada da abordagem clássica do excedente que englobaria os elementos analíticos comuns aos fisiocratas, Smith, Ricardo e Marx. O aspecto critico é fazer uma crítica interna da abordagem marginalista ou neoclássica de equilíbrio geral de longo prazo. A retomada da abordagem do excedente é inicialmente defendida em sua introdução à obra de Ricardo, publicada em 1951. Já o desenvolvimento desta abordagem e a crítica da noção de capital neoclássica são feitas no livro Produção de Mercadorias por Meio de Mercadorias publicado originalmente em 1960. O livro de Sraffa realiza estas duas tarefas através do estudo dos efeitos de mudanças na distribuição entre salário real e taxa de lucro sobre os preços relativos das mercadorias. Sraffa mostra que nestas condições é possível generalizar a ideia clássica…

Material didático: Direto ao Ponto!

DIRETO AO PONTO – ECONOMIA Um espaço para divulgar o pensamento econômico de forma direta e despojada. HPE e teoria econômica reunidos em pequenos “insights” de um único ponto por vez. Site criado e administrado por Vivian Garrido Moreira, Prof. Adjunta, Depto. de Economia, Unicentro, Guarapuava, Paraná Acesse o site: https://diretoaopontoeconomia.wordpress.com/

A Hipótese de Estagnação Secular nas teorias do crescimento econômico: um labirinto de inconsistências teóricas

O objetivo dessas notas é mostrar, que tanto na versão de Hansen quanto na de Summers, a argumentação sobre o problema da estagnação secular se faz baseada em fundamentos teóricos questionáveis, na medida em que parecem não serem construídos de forma coerente nem com a abordagem neoclássica para a teoria do crescimento, nem com os modelos heterodoxos de crescimento liderado pela demanda.

DEMANDA EFETIVA NO LONGO PRAZO E NO PROCESSO DE ACUMULAÇÃO: ORIGEM E DESENVOLVIMENTO DO DEBATE SRAFFIANO A PARTIR DO PROJETO DE GAREGNANI (1962)

O artigo discute a evolução do projeto sraffiano, iniciado em 1962 por Garegnani, de desenvolver uma teoria da demanda efetiva de longo prazo. Tratamos tanto dos aspectos metodológicos quanto analíticos, começando com a questão da compatibilidade entre o princípio da demanda efetiva e a abordagem clássica do excedente.

Navigate