Valeria Ribeiro

5 Posts Back Home

A expansão chinesa e seus impactos na África na primeira década do século XXI

O objetivo da tese é analisar a repercussão nos países africanos da expansão chinesa recente relacionada à entrada do país em um novo ciclo expansivo caracterizado pela ampla utilização de artigos primários. A partir deste novo ciclo a China assume cada vez mais a posição de demandante mundial de artigos primários, contribuindo para mudanças fundamentais no comércio internacional e para a inserção dos países periféricos primários exportadores, entre eles os países africanos. Desde os anos 2000 observa-se uma retomada do crescimento das economias africanas que dá lugar ao cenário de crise e recessão das últimas décadas do século XX.

O papel da história na Economia: a afirmação da Economia Política como teoria crítica

O trabalho tem como objetivo discutir o papel ocupado pela história na construção teórico-metodológica de autores clássicos da Economia Política. Pretende-se mostrar como algumas abordagens importantes da história do pensamento econômico, tais como a marxista e a histórico-estruturalista latino-americana, mantiveram-se fiéis a uma análise totalizante da realidade, ao incorporar em suas teorizações a dimensão histórica na análise dos fenômenos econômicos e sociais.

A expansão chinesa na África: o desafio do crescimento e a nova face do imperialismo econômico

Este artigo procura analisar a atual aproximação da China na África, relacionada à preocupação por parte daquele país em garantir o acesso a recursos primários e energéticos presentes no conti- nente africano. O tema em questão suscita, por sua vez, uma discussão relacionada à questão do imperialismo nos anos recentes. Procura-se assim, levantar o debate em torno da atual postura chinesa com relação a suas áreas de expansão, à luz das teorias clássicas do imperialismo, analisando como a China vem se expandindo, em especial no continente africano, através do aumento dos Investimentos Diretos Externos e das importações.

A Economia Política dos Sistemas-Mundo e a Visão do Sistema Interestatal Capitalista: Uma análise Comparativa

Este trabalho recupera duas perspectivas teórico-metodológicas que ganharam destaque dentro da Economia Política Internacional a partir dos anos 70. Uma delas representa a visão de autores como Immanuel Wallerstein e Giovanni Arrighi, cujas principais idéias vêm norteando a chamada Economia Política do Sistemas-Mundo (EPSM); e a outra traduz-se em uma nova proposta de teorização, arquitetada por José Luiz Fiori a partir de uma leitura específica do funcionamento do sistema mundial.

A China e a economia mundial: uma abordagem sobre a ascensão chinesa na segunda metade do século XX

Este artigo tem como objetivo analisar a recente trajetória de crescimento da economia chinesa, tendo como ponto de partida a abordagem teórico-metodológica da análise dos sistemas-mundo. Primeiramente, a partir do referencial teórico baseado nos principais autores reunidos em torno dessa abordagem, como Giovanni Arrighi e Immanuel Wallerstein, este trabalho procura analisar a influência dos determinantes sistêmicos na trajetória recente chinesa, a partir da adoção de uma unidade de análise ampla.

Navigate