Celso Furtado na Venezuela

Celso Furtado desenvolveu uma sugestiva interpretação do subdesenvolvimento em condições de abundância de divisas ao longo de suas análises sobre a economia venezuelana. Este artigo investiga os mecanismos identificados pelo autor sobre o crescimento econômico com câmbio real valorizado, a “peculiaridade” da Venezuela, e também analisa em que medida os ciclos de endividamento, a volatilidade dos preços do petróleo e da taxa de câmbio e as opções de política econômica das últimas décadas alteraram o padrão econômico que Celso Furtado descreveu.

O foco de sua análise, tal como se realiza no presente trabalho, são os efeitos do modelo de crescimento adotado sobre a demanda agregada e o nível de emprego, sobre a estrutura produtiva (heterogeneidade estrutural) e sobre a composição da riqueza dos residentes nacionais. Conclui-se que face aos novos desafios que enfrenta a Venezuela de hoje, a análise de Celso Furtado segue sendo atual. As atuais condições daquele país de maior controle dos fluxos de capitais, centralização cambial e política de reservas têm reduzido a dolarização da riqueza privada, aumentando o grau de manobra da política econômica necessária à consecução de uma estratégia nacional de desenvolvimento.

Leia Online

Download

Clique aqui para fazer o download

Comentários estão desabilitados.

Navigate