Aspectos Políticos do Desemprego: A Guinada Neoliberal do Brasil

Em todo o mundo, a reversão da trajetória sofrida pela economia brasileira após ter atingido o apogeu de 2010 tem confundido igualmente comentaristas profissionais, analistas experientes e agentes do mercado. À medida que transcorria o ano de 2015, projeções cada vez mais negativas (“A Economia do Brasil Vacila” , “Uma Economia à Beira do Abismo”, “O Pior Pode Estar
Por Vir”) não eram menos difundidas do que expressões de incredulidade (“O que terá acontecido com o Brasil?”, “A Escandalosa História de Expansão e Colapso do Brasil”, “A Súbita Ascensão e Declínio Brasileiros”) e, mais recentemente, de ansiedade (“Goldman Sachs Diz Que Brasil Entrou Em ‘Franca Depressão ̓ ”) acerca do destino do membro sul-americano dos BRICs.

Apesar das numerosas declarações oficiais em contrário, entretanto, os problemas hoje enfrentados pelo Brasil foram gerados internamente, como frequentemente é o caso. O exame do conjunto de medidas abertamente escolhidas pelo governo brasileiro – e dos objetivos quase tão abertamente declarados dessas mesmas políticas – fornece elementos explicativos suficientes para esclarecer o caminho que, partindo de uma situação de prosperidade e bemestar, levou o país em um tempo relativamente curto a uma situação de recessão e desemprego.

Neste contexto, o objetivo do presente trabalho é examinar a recente guinada neoliberal no Brasil, do ponto de vista da Economia Política. A discussão está organizada da forma descrita a seguir. A seção 2 reconstrói brevemente a trajetória recente da economia e da política econômica. A seção 3 avalia criticamente a interpretação oficial da crise como sendo de origem externa. A seção 4 chama a atenção para a importância do acirramento do conflito distributivo e examina a resposta do atual governo frente às pressões dele decorrentes. A seção 5 trata do uso do discurso de combate à corrupção como forma de evitar o tratamento do conflito distributivo (e geopolítico) no debate público brasileiro e as implicações desse expediente sobre o quadro político atual. A seção 6 avalia o indiscutível êxito da guinada nas políticas públicas (política econômica, externa, trabalhista, de segurança etc.) em relação a seus reais objetivos. Finalmente, a seção 7 descreve como a situação atual dos quadros econômico e político brasileiros e as perspectivas de sua deterioração ulterior podem servir de referência para outros países em desenvolvimento.

Leia Online


Download

Clique aqui para fazer o download

Comentários estão desabilitados.

'
Navigate