Acelerador forte e concavidade na função consumo em modelos neokaleckianos: rediscutindo o crescimento liderado pelos salários

Este ensaio propõe uma alternativa de generalização, sob certas condições, do conceito de acelerador forte, no sentido dado ao mesmo dentro do modelo crítico de Bhaduri e Marglin (1988 e 1990), a partir e uma função consumo côncava. Com base nisso, demonstra que a possibilidade de um regime de crescimento liderado pelos salários deixa de ser um caso eventual, tonando-se consideravelmente provável. Simetricamente, torna improvável a possibilidade de ocorrência de compressão dos lucros (profit-squeeze). O texto também analisa criticamente o próprio modelo canônico de Bhaduri e Marglin, apresentando questionamentos sobre sua clareza enquanto fonte de crítica a uma série de modelos de crescimento neokaleckianos que o antecedem.

Leia Online

Download

Clique aqui para fazer o download

Comentários estão desabilitados.

Navigate