Acumulação de Capital, grau de utilização da capacidade e distribuição nos modelos pós Keynesianos

O objetivo deste texto é apresentar da maneira mais simples possível os principais elementos analíticos e resultados dos modelos de crescimento neokaleckianos. No entanto, a apresentação dos modelos neokaleckianos propriamente ditos será precedida de uma rápida discussão sobre os modelos baseados na teoria da distribuição de Cambridge e em particular o de Joan Robinson apenas para esclarecer as semelhanças e diferenças principais entre estas duas famílias de modelos. Queremos examinar no contexto deste modelo as relações de longo prazo entre parcela de lucros, nível do produto (e grau de utilização) e as relações entre parcela de lucros e taxa de acumulação e de crescimento do produto a longo prazo. Chamaremos o grau de utilização, taxa de crescimento ou a taxa realizada de lucros de liderados pelos lucros quando tiverem relação positiva com a parcela dos lucros e liderados pelos salários no caso oposto. Não faremos uso de cálculo diferencial pois os resultados centrais qualitativos são fáceis de ver apenas observando a posição da parcela de lucros nas equações relevantes.

Leia Online

Download

Clique aqui para fazer o download

Comentários estão desabilitados.

Navigate